Logo do siteSilhueta da face do Maujor seguida do texto Maujor o dinossauro das CSS

Menu hamburger Três barras horizontais na cor laranja destinadas a ser clicada para abrir o menu menu do site

Você está no BLOG do Maujor. IR PARA O SITE

HTML5 – Usar ou não usar?

Publicado em: 2010-10-27 — 22.779 visualizacoes         

Uma cegonha com o texto HTML5 - A moderna linguagem de marcaçãoHá mais de uma década, nenhum assunto relacionado ao desenvolvimento web aberto despertou na comunidade envolvida tanto interesse e polarização do que a criação da HTML5. Com respeito a introdução de novas tecnologias de desenvolvimento estabeleceu-se naturalmente um padrão geral de comportamento consistindo de ampla discussão pública, invariavelmente limitada a um grupo de abnegados colaboradores, das novas implementações e expectativa ou mesmo indiferença da maioria que limita-se a esperar o lançamento final da nova versão para começar a usar.
Quantos de vocês usam, em projetos para clientes, versões alfa ou beta de um software em fase de desenvolvimento? E, quantos usam-nas com qualquer outra finalidade, mesmo testes?

A HTML5 alterou esse comportamento quase que passivo e é seguro afirmar-se que qualquer desenvolvedor ou aspirante a desenvolvedor está “antenado” no que vem acontecendo com a HTML5.

Você já refletiu a razão dessa mudança de comportamento da comunidade de desenvolvedores web? Ou entrou “na onda” da HTML5 sem questioná-la? Já refletiu sobre as consequências do uso da HTML5 hoje? Ou vai usar porque desenvolver com (X)HTML está ultrapassado e você é moderno?

Todos esses questionamentos eu já me fiz e cheguei a algumas conclusões, que obviamente não são necessariamente as verdadeiras, mas que compartilho com meus leitores para discussão e aprofundamento das questões.

Quadro de testes e implementações retirado da especificação HTML5Acredito que o maior responsável pela mudança de comportamento da comunidade é o fato de os navegadores atuais estarem oferecendo suporte para algumas poucas funcionalidades da HTML5. Uns mais outros menos, uns aqui outros ali. Não tenho dúvidas de que desenvolver usando um DOCTYPE, super amigável, como é o da HTML5 (você sabe, de cor, escrever qualquer um dos DOCTYPEs para (X)HTML? e o da HTML5?) e mais algumas novas tags, sustentadas por JavaScript, é tentador e dá a sensação de “desenvolvimento moderno” (Será?).

Qual é a verdadeira utilidade de funcionalidades criadas para serem suportadas nativamente pelos agentes de usuários dependerem exclusivamente de scripts para funcionar. Bugs e “gambiarras” (detesto esse termo) sempre existiram e continuarão a existir, mas convenhamos, praticamente tudo de HTML5 depende de script para funcionar nesse ou naquele navegador.

Cabeçalho da especificação HTML5

A especificação para a HTML5 está na fase de rascunho de trabalho e como dito na primeira linha do cabeçalho da especificação: “…ainda em desenvolvimento”.

Você considera que é seguro desenvolver um site para seu cliente usando uma tecnologia ainda em desenvolvimento? Pois é, a maioria das novas implementações da HTML5 ainda estão em fases de testes e muitas delas sequer atingiram um consenso mínimo para implementação. Novos elementos e atributos aparecem e desaparecem em resposta aos anseios da comunidade.

Bomba! O futuro da web é a XPTO1.0Em janeiro de 2000 o W3C decretou:
A HTML4 encerra um ciclo e não teremos mais versões da HTML. – O futuro da Web é a XHTML..
Essa afirmação virou uma espécie de mantra repetido exaustivamente até dezembro de 2006. Foram seis anos martelando na cabeça de todo desenvolvedor que o futuro da web era a XHTML.

Tim Berners-Lee diretor do W3C em press-release intitulado “O W3C retoma as atividades da HTML” publicado no dia 07 de março de 2007 afirmou:

O W3C reconhecendo a importância de um fórum para tratar do desenvolvimento das tecnologias relacionadas aos conteúdos da Web convida os fabricantes de navegadores, desenvolvedores de aplicações e projetistas de conteúdos a participar do esforço de criação do projeto para a próxima versão do HTML, juntando-se ao recém criado Grupo de Trabalho do W3C para HTML.

Em 02 de julho de 2009 foi dito:

Hoje o Diretor do W3C anunciou que não será renovada a diretriz de trabalho do Grupo de Trabalho da XHTML 2 que vencerá no final de 2009.

Estava decretada a morte da boa XHTML. Será? No passado foi decretada a morte da HTML. E, no futuro? Eu, possivelmente como você, também acredito na HTML5. Afinal passei seis anos acreditando na XHTML.

Boneca com a pergunta Dúvidas?E você? O que acha? Sua contribuição é importante e bem-vinda nos comentários da matéria.

Livros do Maujor

Desenvolvimento com Padrões Web? Adquira os livros do Maujor
Clique a "capinha" para visitar o site do livro.

capa livro jQuery   capa livro ajaxjQuery   capa livro css   capa livro html   capa livro javascript   capa livro html5   capa livro css3   capa livro jQuery Mobile   capa livro jQuery UI   capa livro SVG   capa livro RWD   capa livro foundation   capa livro HTML5 e CSS3   capa livro Bootstrap3   capa livro Sass e Compass

Esta matéria foi publicada em: 2010-10-27 (quarta-feira). Subscreva o feed RSS 2.0 para comentários.
Comente abaixo, ou link para http://www.maujor.com/blog/2010/10/27/html5-usar-ou-nao-usar/trackback no seu site.

47 comentários na matéria: “HTML5 – Usar ou não usar?”

  1. Eduardo SoaresNo Gravatar disse:

    Acredito que sim!

    Assim como também acreditei no XHTML, ainda mais agora com a maioria dos navegadores atualizados, IE9, FF, Opera e Chorme já rodam o HTML5.

    Com as bibliotecas em javascript para facilitar esta nossa “migração” do HTML para HTML5, já facilitaram e muito o desenvolvimento de um site em HTML5. Ex o Modernirz.

    Em questão de SEO é excelente o HTML5!

    Sejamos Pacientes, com belos e feitos e animações com HTML5 e CSS3, pois ainda existem boa parte do usuários acessando com IE¨6, 7, 8

    Espero que não demore muito para estes IE sumirem no espaço!

  2. As mudanças da visão WEB | BLOG OFICIAL GRUPO ZYKONN disse:

    […] HTML 5: Usar ou não Usar? […]

  3. PatriciaNo Gravatar disse:

    Adorei a matéria

  4. Vitor FernandesNo Gravatar disse:

    Como o André mencionou, O HTML 5 é muito bom tambem para o processo de SEO.

    Alguém já viu videos em HTML 5? é Demais

  5. André LelisNo Gravatar disse:

    HTML5 é muito importante para otimização de sites. Ele define as partes (Blocos) e um site, como: Topo, Conteúdo, rodapé, etc.

    Para o Google, a parte mais importante de um site é o conteúdo, e usando o HTML5 ou XHTML é possível indicar a DIV conteúdo

    Dica, é necessário utilizar os termos em inglês para o Google identificar os blocos (header – content – footer).

    Abraço

  6. KauêNo Gravatar disse:

    Esta semana estava conversando com o meu chefe sobre isso, como vamos pensar em html 5 se ainda temos que nos preocupar com o compatibilidade de css para as versões do IE. Até que se tenha uma uniformidade compatível com todos as versões de browsers. Para se ter uma ideia, alguns de nossos usuários ainda usam IE6, então é complicado utilizarmos novas tecnologias.

  7. RibeiroNo Gravatar disse:

    Então, esse ano comecei meus estudos sobre HTML em geral, leio com frequencia o site do maujor, em relação ao HTML5, acho que ainda nao é hora de usa-lo, é tudo questão de tempo, nao adianta querer fazer um site para meia duzia de pessoas, até que estas estejam totalmente por dentro do assunto, digo, até que estas entrem nessa nova teacnologia, até que elas possam ver e desfrutar desses novos recursos leva um pouco de tempo, mas isso nao impede nós, amantes dessa nova e fantástica versão,que possamos desfrutao e aprender , pois enta, é a versão a versão do futuro!!! com diz Maujor xD.

  8. Carlos Alberto SenczkowskiNo Gravatar disse:

    Muito boa mesmo a materia
    o bom seria compartilhar experiencias entre os desenvolvedores web
    para saber os pros e os contras dessa nova tecnologia

  9. Almir FilhoNo Gravatar disse:

    Ótimo artigo e ótima discussão!

  10. Rui AlãoNo Gravatar disse:

    Olá,

    Maujor, desta vez eu, respeitosamente, discordo. Logo eu, que aprendi tanto com você. Mas é que acho que já dá pra desenvolver em HTML5. E estas são as minhas razões.

    1. As especificações do HTML5 são um trabalho “em andamento”, como você mesmo destacou. E vão continuar sendo. A absorção dos navegadores destas especificações vão se dar ao longo do tempo. Este tipo de desenvolvimento em módulos não é feito para que os desenvolvedores esperem pelo final, mas que vão aderindo na medida em que os browsers incorporarem suas principais regras.

    2. Em algumas tags, o HTML5 já tem boa aceitação nas principais versões dos principais navegadores. E além disto, existem javascripts para garantir a compatibilidade com versões mais antigas, como o Modernizr.

    http://caramboladigital.com.br/blog/?p=412

    Já estou começando a construir os sites dos meus clientes em HTML5, e CSS3, tomando o cuidado, é claro, para usar tags que já são bem aceitas.

    um abraço

    Rui Alão

  11. Tio_WladNo Gravatar disse:

    Já fizeram todos os testes para ver se o IE 8 lê o html 5 sem aqueles bugs habituais. Uso uns 4 navegadores e este IE 8 dá problema em um punhado de sites, haja vista já vir com aquele botão de compatibilidade logo ao lado da barra de navegação.

  12. Dimas MonteiroNo Gravatar disse:

    É interessante o estudo do html5 para projetos pessoais e versões beta, porém devemos esperar e acompanhar sua evolução para colocarmos em prática.

  13. Eduardo AugustoNo Gravatar disse:

    Quando comecei a trabalhar com web meus primeiros passos foram no XHTML e sites em tabela, rapidamente passei para o tableless e paguei caro com minha “pressa”. Hoje eu entendo que não dá pra mergulhar de cabeça nisso, principalmente porque os navegadores ainda não suportam todo o potencial esperado do CSS3 e o HTML5, mas não deixo de usar alguns recursos quando sei que o impacto será pequeno. Já é uma grande oportunidade para testar novidades já que o IE6 e o IE7 estão ficando cada vez mais em baixa, mas só pratico o máximo que sei em condições que só um tipo de navegador vai ter acesso ao que estou desenvolvendo, em caso de sistemas administrativos, intranets, etc… Com websites sempre tomo muito cuidado. Ótimo artigo.

  14. Marcelo Mello RamosNo Gravatar disse:

    Excelente matéria, o html5 até pode ser usado para um objetivo bem definido.

  15. Giselle LNo Gravatar disse:

    Os desenvolvedores deverão estudar e realizar testes antes de começar a desenvolver nessa linguagem, que como muitos dizem é o futuro. Tanto é futuro que os navegadores hoje não suporta HTML5.

  16. DanielNo Gravatar disse:

    Tomara que o HTML 5 chegue logo.

  17. Luisa Costa BomfimNo Gravatar disse:

    Adoreeeeiiiiii!!!!

  18. johnatanNo Gravatar disse:

    Bom eu já arrisquei um site em html 5,

    bom mais com ajuda de javascript pra funcionar no browser IE !

  19. Bruno Di LorenzoNo Gravatar disse:

    Já desenvolvi 3 sites usando html5.
    http://www.festivalmundo.com.br (ganhador de um the css awards – site of the day)
    http://www.vernier.com.br
    http://www.vestibularfesp.com.br
    Como se tratavam de projetos pequenos e com públicos bem específicos, acredito que o HTML5 foi satisfatório.
    Porém no desenvolvimento de projetos maiores, como um portal de notícias, realmente é necessário oferecer suporte a browsers antigos com o menor número de gambiarras possível.
    É frustante começar a desenvolver em HTML5 e depois se ver empacado porque as especificações não se finalizam.
    =/

  20. ChinNo Gravatar disse:

    HTML5 tem muitos recursos interessantes, mas vamos enfrentá-lo que a partir de agora, ainda não é suportado pela maioria dos navegadores, eu acredito que nos próximos anos, quando todos os navegadores suporta HTML 5, veremos uma mudança radical na web, e estou realmente animado!

    Graças
    -Chin

  21. Dan HenriqueNo Gravatar disse:

    Também acho que HTML5 é o futuro! Quero muito experimentar, e também entender melhor, pois é meio confuso, rs. Parabéns pelo blog!

  22. Carro movido a ar comprimidoNo Gravatar disse:

    Obrigado pela dica.

    Att.
    André

  23. Dan HenriqueNo Gravatar disse:

    Ha. Com certeza Usar. HTML5 será o mais o usado, sem dúvida.

  24. VivianNo Gravatar disse:

    Estou implementendo em nosso novo site, vamos ver como vai ficar ! Gosto muito do seu blog; os posts são sempre interessantes e motivam à leitura. Continue com o excelente trabalho. Vivian FLORES

  25. AlexandreNo Gravatar disse:

    Muito bom conteudo, gostei muito pelo desempenho do editor

  26. DaniloNo Gravatar disse:

    Grande Maujor, sempre com informações muito valiosas para nós ! Grande sucesso e parabéns pelo post! Abcs.

  27. CássioNo Gravatar disse:

    Maujor, parabéns pelo post.
    Você poderia exclarecer como ficou o papo do x/html 5 VS xhtml 2.0. Pelo que li, o xhtml 2.0 estava sendo desenvolvido por um grupo seleto e fechado e tinha várias diferenças entre o html 5.
    Afinal, se é pra criar UM padrão, porque especificar DOIS?

  28. Jeison FrassonNo Gravatar disse:

    Bom se pensarmos que o IE6 lançando em 2001 atrapalha até hoje (2010) a vida dos desenvolvedores e creio que irá perdurar até mais alguns anos…

    Atualmente sofremos com essa diferença radical de um browser para o outro e que se diga de passagem usando a xhtml e a css normais…

    Agora imagine se tivermos mais de uma versão para essas linguagens…

    Isso mesmo que quero dizer acho que o ditado “ou vai ou raxa” vai se aplicar para o nosso caso, pois ou a microsoft e outras empresas fazem uma atualização forçada em seus browsers para utilizarem a html5 e a css3 pois ambas estão juntas nesse novo “pacote” ou então veremos a xhtml perdurar por muito e muitos anos, pois querendo ou não seu cliente não quer saber em que tecnologia está usando ele quer ver o site dele rodando em todos lugares inclusive no micro do vizinho que usar WinXP e IE6.

  29. Diego Figueiró DiasNo Gravatar disse:

    Creio que utilizar uma linguagem ainda em desenvolvimento seja um risco muito grande, aspectos da linguagem podem mudar ou mesmo demorar para que os navegadores possuam suporte total. Mas uma coisa é certa, se manter informado é fundamental, mesmo que a versão final demore para sair, pois assim fica bom de já sair utilizando bem os novos recursos.

    Inclusive já vou separar um din din para comprar o livro de HTML 5 do Maujor, acho que economizando 1 real por semana agora até o lançamento vai dar pra comprar :P.

  30. Rafael PaesNo Gravatar disse:

    Embora já tenha lido muito sobre e como a maioria ter achado muitas das novas funcionalidades fantásticas, a verdade é que não fiz nada em HTML5 nem pra testes. O motivo é que como o meu tempo é curto, eu acabo me concentrando muito mais em melhorar o meu modo atual de fazer sites (XHTML) do que em algo que ainda não está pronto e ainda não é padrão. O fato é que estão alardeando muito em cima disso só para dar uma cara de atual e moderno para as coisas, ou então por birra como é o caso da Apple.

  31. Igor VittorelloNo Gravatar disse:

    Fala Maujor,

    Sou Design / Programador de interface a mais de 4 anos e acompanho seu trabalho a tempos e achei excelente seu artigo!

    Minha modesta opinião é que enquanto não tivermos um padrão definido junto a W3C tanto para desenvolvimento do código quanto para a renderização de todos os Browsers, não teremos a verdadeira manipulação do nosso trabalho. Hoje vimos que os navegadores mais utilizados no mundo são exatamente os que nem se quer passam nos testes do Acid3.

    Sinceramente, acredito que o HTML5 será utilizado pois tem um bom propósito, mas ainda estamos muito longe do famoso “Web Standards”.

  32. Luan MateusNo Gravatar disse:

    Matéria animal!

    Como você disse, está em fase de desenvolvimento, eu também creio que devemos apenas testar e ir se aprofundando para aprender usar no futuro, mais não agora, já que às vezes nossos clientes possam ter ainda o IE6!

  33. Leonardo CardosoNo Gravatar disse:

    Ótima matéria Maujor,

    Penso +/- como vc disse na matéria, ainda não acho legal a utilização de HTML5 em projetos para clientes, eu a utilizo para testes e em meus próprios sites, uma linguagem que ainda esta em desenvolvimento vai sofrer variações, inclusão, exclusão e alteração de funcionalidades e isso pode acabar prejudicando o site de um cliente que não tem nada a ver com história.
    Acredito no projeto HTML5 e espero que ele tome forma e venha de fato substituir o XHTML.

  34. Wallace ErickNo Gravatar disse:

    Eu ja estou usando HTML5 em alguns trabalhos, não vejo nenhum risco negativo em usar.

  35. HudNo Gravatar disse:

    Excelente matéria Maujor,
    Eu acredito que o HTML5 será revoluçionário porém quando emfim o w3c oficializar a versão. Acredito que o maior problema seja mesmo a incompatibilidade dos navegadores atuais.

  36. Frederico WuergesNo Gravatar disse:

    Concordo com a maioria dos comentários, realmente o html 5 não tem como ser utilizado publicamente. Com a exceção, é claro, de ser aplicado apenas a um publico específico (intranet, sistema específicos, etc).
    Creio que os dois problemas principais sejam a divergências de renderização entre os navegadores e funcionalidades ainda não completamente definidas.
    O pior de tudo é pensar que até a homologação completa do html 5 possa ter uma nova tecnologia saindo do forno (html 6 final edition, “risos”).

    Parabéns pelo artigo, muito interessante.
    Abraços.

    Obs: Maujor, acho o formulário de comentário está com um problema (ao menos aqui ocorreu). Após pré-visualizar o post o conteúdo do comentário é limpo. Nome e e-mail continuam preenchidos.
    ———————————————————————————————-
    Editado pelo Maujor
    Grato Frederico. O plugin de pré-visualização de comentários “entrou em pane”.
    Foi desativado e agora está tudo OK. Vou verificar o que houve.

  37. Willian RenatoNo Gravatar disse:

    HTML5 será/é futuro. Mas temos que “conscientizar” os usuários simples do que é um navegador.

    Muitos acham que internet é somente o “e” do IE, quando o apagam, acham que estão sem internet.

    Enquanto uma massa ainda pensar assim, dificilmente as empresas vão querer seus sites com HTML5.

    Acho que a solução melhor era colocar avisos informando e conscientizando os usuários quando abrem um site a instalar um navegador mais recente e explicar o que é em seus textos.

    Mas não sei, pode ser muito grosseiro o modo de conscientizar.

  38. Walter Longo NetoNo Gravatar disse:

    Primeiramente parabéns pelo post e por todo trabalho realizado.

    Eu acredito no HTML5.
    Gosto da forma como ele “nasceu”. Acho que alguns dos seus propósitos venham a ajudar os programadores a escrever códigos melhores, ajudar mecanismos de busca, etc.

    Acredito também que os novos elementos venham a ajudar os programadores que não são fans de design.

    Acho que futuras mudanças não vão “estragar” o que já foi feito. Li em algum lugar que parte da ideologia do WAHT Working Group era “…without breaking backward compatibility…”

    Na empresa em que eu trabalho alguns elementos do HTML5 já estão em produção e os clientes estão satisfeitos. Tenho uma opinião semelhante a do Rodrigo, analisem o cenário, se ele permitir desfrutem das novidades!

    Abraços.

  39. Pedro SouzaNo Gravatar disse:

    Acredito que o implemento da HTML5 ainda vai levar algum tempo para acontecer. Ora, basta vermos as grandes possibilidades de desenvolvimento que temos com a própria XHTML.

    O desenvolvimento adequado, semântico e acessível, ainda não é praticado pela maioria. Logo, é difícil acreditar que a HTML5, “atropele” todo esse caminho possível de ser traçado.

    Utilizar scripts? Práticas inovadoras? Estudem JQuery (fantástico), CSS e suas combinações com outras linguagens. Temos muito a produzir com essas ferramentas. Outro campo para se explorar são os mobiles, que mesmo com o crescimento deste mercado, ainda existe espaço para muita gente.

    É isso! Abraços.

    Sigam-me: @pedro_rdps

  40. Rodrigo KonoNo Gravatar disse:

    Saudações grande Maujor!

    Creio que todos se encantam, como eu, com a HTML5 pelo o que promete de fato fazer.

    Sinceramente eu acho que a W3C demorou muito e agora será mais difícil e demorado a adesão da nova tecnologia. Mesmo os novos browsers dando suporte (em parte), ainda teremos o “legado” e iremos ficar amarrado a isso por alguns anos, mesmo depois da homologação final prevista para 2022.

    Tomando como base um exemplo básico, que achei fantástico, os novos campos de formulário (validação, e-mail, range, etc). Lindo de ver na teoria, na prática o uso ainda está em um futuro distante. Mesmo usando tal recurso, teremos que usar js para fazer isto e não deixar aberto para browsers sem suporte.

    Existem outras questões que pega também, como modelo de desenvolvimento com CANVAS, em breve teremos que ter boas ferramentas com suporte a tal, como a previsão do projeto para 2022 (muita coisa ainda pode mudar até lá), como o modismo entre developers, como optar por flash/flex ou silverlight, etc.

    Ainda acho que é bom ter senso crítico, acompanhar a evolução, brincar e se for aplicar, analisar o cenário e o negócio. Em pequenos casos seria até legal arriscar, mas como disse, depende do cenário.

    É isso.
    Parabéns pelo post e parabéns por sempre movimentar a comunidade de developers web no BRA.
    Abraço!

  41. Riccardo BenettiNo Gravatar disse:

    Estou começando a usar o html5 mas só para organizar o conteúdo sem a complicação gerada pelo (x)HTML, como não sou programador para criar aplicações com o Canvas já considero suficiente o que existe hoje para criar sites.

    Mas claro que cada caso é um caso.

  42. Julio BitencourtNo Gravatar disse:

    Acho que é tudo muito novo ainda para ser colocado em produção. Que o HTML5 é o futuro eu não tenho dúvidas. Mesmo que seja um futuro curto, até resolverem ressuscitar a XHTML.

    Ainda não vejo vantagem em usar de scripts para fazer quase tudo funcionar.

    O uso em projetos específicos, onde se tem controle dos usuários é possível usar. Mas isto está muito distante de nossa realidade.

  43. Deivid MarquesNo Gravatar disse:

    Rafael Fagundes, concordo contigo. Boa matéria. Negócio é ficar antenado nas mudanças.

  44. Rafael FagundesNo Gravatar disse:

    Olá Maujor, esse assunto é mesmo importante. Tem pessoas que acham que já devemos utilizar HTML5 e outros não, ao meu ver acho que devemos aprender como ele funciona e fazer testes, mas a aplicação em si na internet ainda não deve ser utilizada devido aos suportes nos navegadores e dispositivos móveis e também sua própria homologação.

  45. Paula FariaNo Gravatar disse:

    Não vejo problemas na utilização da html5, desde de que seu publico seja definido.
    Com certeza é muito importante que os desenvolvedores comecem a experimentar a nova tecnologia. Afinal, somos todos apaixonados por códigos e novidades =)

  46. Tweets that mention HTML5 – Usar ou não usar? | Blog do Maujor -- Topsy.com disse:

    […] This post was mentioned on Twitter by maujor, Rodrigo Dias, Rafael Amorim, Flavio Silveira, Sérgio Rodrigues and others. Sérgio Rodrigues said: Nova matéria no Blog do @maujor: *HTML5 – Usar ou não usar?* http://migre.me/1O5Wm […]

  47. GustavoNo Gravatar disse:

    Grande Maujor ! Boa Matéria ! Parabéns e Sucesso ! :]

Comentário:





Teclar "Enter" cria um novo parágrafo. Teclar "Shift + Enter" causa uma quebra de linha.

Subscribe without commenting

topo